Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

disciplina, educação, gritarias e berros

03.06.14 | Claudia Borralho

É o tema do momento :) cutchi cutchi, positiva, castigos, gonzalez...

 

Enquanto são bebés é tudo muito fácil (na educação e disciplina), carregamo-los de amor, de mimos e beijinhos e quando se começam a aventurar na asneira um não bem firme costuma resolver a questão.

Eles crescem e vão-se tornando cada vez mais hábeis a esticar a corda. Há muito que o não firme e retirá-los do local da asneira deixou de resultar.

Sem bem percebermos como, vamos levantando a voz para tornar os nãos mais firmes, quando damos conta já os pequenos selvagens nos gritam de volta, contorcem-se pelo chão e andam aos pontapés. São peritos em gozar e provocar-se uns aos outros. Chega a um ponto que já não se sabe o que fazer.

 

Se gosto de gritar? Odeio. Mas quando dou conta já os limites foram tão ultrapassados que viro bixo e já só consigo gritar. É muito bonito dizer que se conversa calmamente e se poe um olhar e voz firmes, mas quando se tem dois putos a provocarem-se um ao outro e a berrar cada um por si e nós até estavamos calmamente a trocar uma fralda à calmissima bebé e somos arrastados para dentro desta guerra não há grande alternativa. Experimentem lá falar baixinho a tentar que os mais velhos não se matem um ao outro e parem de estar aos gritos enquanto vestem um bebé e digam-me se resulta...

 

Ou como diz o JMT: "Há, contudo, um detalhe que não me explicaram, mas que eu gostaria muito de entender, sem ironias: e se eu mandar a criança limpar a sopa ou ir estudar para o quarto e ela disser: "não vou!"? E se ela disser "não vou!" dez vezes? Desiste-se ou arrasta-se pelos cabelos? Que reforço positivo podemos utilizar nesses casos? Se me puderem informar, ficaria muito grato.  "

1 comentário

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.