Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

O parto

22.10.13 | Claudia Borralho

O meu último parto foi muito bom.

Não chegamos muito cedo ao hospital. Queriamos que o dia dos miudos fosse o mais normal possivel, por isso foram para a escola à hora do costume e depois então lá fomos para o hospital.

Não estava a contar que fosse tão demorado conhecermos finalmente quem morava na minha barriga. Mas entramos pela urgência e ainda foi preciso fazer umas análises e esperar pelos resultados.

Na espera ainda tive direito a mais moinhas e cólica renal, tanto que já andava a ficar preocupada se não teria para aqui uma infecção no rim.

As horas passavam e já não dava para ser o pai a ir buscar os meninos à escola, já passava das 15h quando fui para o bloco.

O médico anestesista foi fantástico, desta vez já não foi o mesmo das outras vezes. A epidural não custou nada e foi dada comigo sentada na marquesa o que facilitou imenso. E depois o médico saca do iphone e bora lá escolher umas músicas para ouvir. Lol não tinha os meus discos pedidos (Bruno Mars ou Maroon 5) mas acabou por colocar a banda sonora do Moulin Rouge o que me pareceu perfeito.

Quando dei por isso já me tinham começado a cortar, desta vez levou muito mais tempo. À terceira cesariana já há muito tecido extra para cortar de todas as vezes que foi suturado e cicatrizou.

O anestesista baixou o pano e a médica estava a puxar o bebé para fora. Foi lindo, nunca me tinham deixado ver esta parte. E depois era tudo a perguntar: então é menino ou menina??? Esperem que ainda não dá para ver, ainda por cima vem com o cordão no meio das pernas! É menina!!! É a Laura! A Laura chegou às 15h44 do dia 2 de Outubro.

O pai foi com a bebé e lá me ficaram a costurar de volta. Ainda ma vieram mostrar já vestidinha :) Toda branquinha, completamente cheia de vernix. Os mais velhos não tinham assim tanto, até perguntei se seria moda agora não os limparem, mas parece que não, simplesmente há bebés que vêm com mais vernix que outros.

A médica ainda me comentou que tiramos a bicharoca mesmo na altura certa, o útero estava super fino, parecia uma folha de papel. Um cortezinho e já lá estava a bebé!

No recobro tinha o pai e a bebé à minha espera, veio logo mamar, com algumas dificuldades na pega, mas depois de agarrar foi chuchona, chuchona. E ainda foi a mamoca do outro lado.

É curioso que nunca vi grandes semelhanças entre o gabriel e a oriana bebés, mas a laura nasceu igualzinha ao mano grande e pouco depois comecei a notar-lhe tambem grandes semelhanças com a oriana quando nasceu :)

 

17 comentários

Comentar post

Pág. 1/2