Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

30 semanas

01.08.13 | Claudia Borralho

 

Finalmente de férias! E espero conseguir tratar da baixa assim que as férias terminarem.

 

O Gabriel já tem escola e ATL tratados, ainda tive aqui uns diazinhos de stress porque nas listas aparecia "Não Colocado" e uma escola por baixo. Escola essa que eu já sabia não fazer parte da Associação de Pais que tem parceria com o ATL onde já tinha feito a inscrição dele. Mas como a vida se resolve sozinha (como diz muito bem a minha querida Catarina) fui espreitar a escola onde ficou e estava afixado o contacto da Associação de Pais com indicação para inscrição no ATL. Liguei logo para lá e ainda bem, vagas haviam mas ia fechar em Agosto. Consegui tratar logo de tudo e assim dia 2 de Setembro já sei para onde vai o Gabriel. Vai ficar num sitio mais calminho, mais perto de casa, mais barato, embora mais velhinho, mas tudo vai correr bem.

 

O mote por aqui é contracções, contracções, contracções. Comecei a senti-las mais pelas 28 semanas, mas parece que a cada dia que passa tenho mais e nem interessa se estou activa ou sentadinha. Hoje foram 3 de meia em meia hora entre as 10h e as 11h. Achei que se calhar estava na altura de me preocupar.
Como por aqui nada pode ser simples tinham que haver umas peripécias pelo meio. Fui buscar o telemóvel para ligar à médica e reparo que está com pouca bateria. Fui então pô-lo no quarto a carregar e ligava do fixo. Vou a fechar a porta do quarto e ouve-se um clique. Porta trancada e já não se consegue abrir. Ainda desmontei o espelho da fechadura e tal, mas nada. Esquece a médica tens é de ligar a um serralheiro.

Agora aguardo o serralheiro que já vem a caminho e entretanto já falei com a médica.

O serralheiro chegou bem rápido Yay! Lá conseguiu abrir e arranjar a porta e deixou-me aliviada de quase €200. Mas pelo menos ainda consegui sair logo a seguir para ver a médica.
O colo do útero parece estar bem e à partida não há nenhuma infecção urinária. A médica diz que provavelmente é o bebé a tentar virar que acaba por provocar mais contracções. Está neste momento completamente transverso e é também por isso que já doi bastante quando a criança se estica.

Vou tomar magnésio duas vezes ao dia e tentar descansar :) E ainda me disse para usar o cinto para segurar a barriga, mas não me apetece nada, aquilo é tão desconfortável.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.