Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a sesta

22.09.10 | Claudia Borralho

Descobri esta notícia, aqui.

 

Não é por impedir de dormir a sesta que dormem melhor à noite

Mário Cordeiro

 

Pois, permita-me discordar. Já sei que o senhor andou a estudar muitos anos e a trabalhar com criancinhas e coiso e tal, mas posso lhe garantir que o facto de dormir a sesta andava a lixar o dormir da noite do meu miúdo.

 

Como em tudo o que é desenvolvimento infantil, também à sesta se devem respeitar os ritmos das crianças. Quer seja porque não querem dormir, seja porque precisam ainda de dormir. O gabriel passou uma fase na escola que já não queria dormir a sesta. Ele não queria dormir, mas notava-se no comportamento dele que ainda necessitava, já que eram birras e mais birras ao fim do dia. Entretanto os ritmos da escola lá lhe deram a volta e ele voltou a dormir a sesta. E dormia muito, muito.

Cá por casa, se não queria dormir a sesta, não dormia. Se o viamos a ficar muito birrento eramos capazes de ir passear a qualquer lado e isso ou o distraia ou ele dormia um bocadinho no carro.

Depois começou a desgraça das noites. Cada vez mais tarde e o senhor gabriel fresco que nem uma alface não queria dormir nem por nada. E chegava as 6 da matina e já estava a pé.

Lá na escola fizeram a divisão para o novo ano lectivo com os meninos que iriam dormir sesta e os que demonstravam já não necessitar dela. A opinião da educadora era que o gabriel iria para a sala dos mais pequeninos e que dormem sesta, uma vez que ele na escola dormia imenso e estava mesmo cansado.

Eu via à minha frente a pescadinha de rabo na boca... não dorme de noite, dorme de tarde, não dorme de noite. Acabei por pedir que ele não dormisse a sesta e lá nos fomos aguentando até chegar finalmente setembro.

O dia 1 chegou e eu nem me lembrava que ele já estava na sala nova. Adormeceu no sofá às 20h30. Pai e mãe nem queriam acreditar.

Desde então voltei a ter o puto que dormia de volta. Agora adormece entre as 21h30/22h e acorda por volta das 8h.

Aleluia!

 

(eu também não dormia a sesta de forma nenhuma e era uma grande seca ter de ficar ali deitada à espera que o tempo passasse, muitas vezes fui com as educadoras ao café :) )

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.