Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

Agora a quatro*

20.02.10 | Claudia Borralho

Achei que sendo cesariana partilharmos o dia de aniversário seria uma óptima ideia, e foi assim que no dia do meu 33º aniversário recebi a melhor prenda do mundo.

 

 

Desde o primeiro momento que aparenta ser muito tranquila, quase nem a ouvimos chorar. Mas depois logo na primeira noite veio a tempestade sobre a forma de cólicas e mais cólicas. Passou as suas primeiras noites a levar com sondas pelo rabiosque acima e a ser espremida de todas as maneiras possíveis para aliviar a gazada.

Agora já parece estar muito melhor, aliás está aqui comigo no sling a esbodegar-se maravilhosamente. Passamos a ser daqueles pais cuja melhor coisa do mundo são arrotos, puns e cagadas bem grandes.

 

Onde gosta mais de dormir é ao colinho da mãe, só da mãe. Quando nasceu ficou acordada imenso tempo, de olho bem aberto a admirar tudo à volta. Quando se começou a chatear, seria o arrotinho, seria fome? Nope, era saudades da mãe e adormeceu de cara enroscada na mamoca da mãe.

Ainda agora o pai fica um bocadinho triste, ela berra berra e basta vir para o meu colo para se acalmar instantaneamente. Com o Gabriel era o pai que o adormecia e acalmava, a Oriana só quer a mamã.

 

 

A amamentação corre super bem, logo começando pelo facto de não ter ficado toda a tremer nem imobilizada pela anestesia no pós-cesariana. Assim, sai do bloco a enfermeira parou em frente do berçário e a bichinha veio logo comigo para o recobro. Chegou e mamou logo :) Maravilha! E com uma semana já tinha quase recuperado o peso na totalidade.

 

Coisas que aprendi entretanto:

É suposto os bebés mamarem quando e o que quiserem até largarem sozinhos a mama, mas isso não quer dizer que já não queiram mamar mais ou que a mama esteja vazia. Às vezes precisam simplesmente de uma pausa para arrotar. Eu volto a oferecer a mesma mama até ela não querer mamar mais ou perceber que está completamente vazia (a mama até está seca dentro da boca dela).

A melhor posição para arrotar é sentados com a cabeça a pender para a frente, ou seja, com o queixo a tocar no peito. Tem a ver com a posição da traqueia.

Uma sonda para lactentes pode ser a nossa melhor amiga (à venda na farmácia, cada uma cerca de 50 cênt.).

Choro de fome - um á um á um á

Choro de cólicas - êêê êêê (gritado)

Choro de sono - ááá ááá

 

O mano grande tem uma paixão assolapada pela mana :) E ela não se incomoda minimamente com as gritarias e muitas festinhas que ele lhe faz. Coração de mãe cheio e iluminado.

 

 

 

* ou a seis, se contar com os gatos

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.