Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

...

01.09.06 | Claudia Borralho
Lembrem-se disto: eu ontem trouxe o carro para lisboa.

A mulher grávida perde o uso de uns quantos neurónios. Fica-se mais esquecida, distraída, até um pouco tontinha. E depois de tanto gozar com os faux pas das amigas grávidas chegou a minha vez.
Desde que estou grávida que já fiz muitas tontices, muitas distracções, muitos esquecimentos. Muitos querer dizer qualquer coisa e ficar para ali a gaguejar porque não me lembro da palavra, ou acabar por dizer uma parecida no som, mas que não tem nada a ver.
Mas ontem foi a maior delas todas.

Saí como de costume às 17h e lá fui eu direitinha para a paragem do autocarro. Olhei para o placard dizia que ainda faltavam uns minutos para o autocarro chegar. Então resolvi ir a pé até ao Marquês de Pombal.
Uma vez lá chegada esperei um bocadinho e lá veio o autocarro. Hummm que bom, sempre vou conseguir apanhar o barco das 17h30! E lá vou eu toda contente, sentada no banco de trás e a aproveitar o ar condicionado do autocarro.
Entretanto, já quase a chegar aos restauradores, e ainda a matutar toda contente em como já ia chegar tão cedo a casa, e que bom que hoje até trouxe o carro para lisboa... eu trouxe o carro para lisboa! O que é que estou a fazer a caminho do barco???
Bom, saí logo ali e voltei para trás. Andei meia hora a passear de autocarro por lisboa. E se só me tivesse lembrado do carro já dentro do barco? Hein?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.