Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

Plano de Alimentação - Diversificação Alimentar

28.09.07 | Claudia Borralho
Nos últimos tempos têm aparecido na caixa de comentários uma série de comentários dum tal (ou duma tal) de Anónimo. Este anónimo parece ser alguém que me conhece e aparentemente não gosta nada de mim. Descobriu este blog não há muito tempo e leu-o todinho em busca de todo e qualquer post onde pudesse fazer um comentário mais maldoso. Mas reparem o anónimo nem sequer é daqueles que vem para aqui dizer asneiras ou disparates, nota-se que é muito cauteloso e pensa bem antes de escrever o que quer que seja. O seu objectivo é claro, procurar qualquer coisa para me deitar abaixo. É no entanto alguém extremamente cobarde visto que nem é capaz de deixar um nome ou um contacto que indicie de quem se trata (não que isso interesse, apesar de ter uma ideia de quem é a criatura). Até agora tem sido tudo tão descabido que nem sequer me preocupo em arranjar resposta, mas agora sinceramente não resisto, até porque serve de explicação e referência para o futuro.

Anónimo deixou um novo comentário na sua mensagem "sobre a sopa, ou será puré?":

isso, tira-lhe a água para fazer o puré que assim fica sem vitaminas nenhumas o que é mesmo bom! E junta-lhe a água de cozer o borrego que deve ser a coisa mais gordurosa que pode haver, altamente recomendado pelos pediatras, ainda para mais para um bebé tão pequeno!
pelos visto não andas a aprender muito com a carrada de informação teórica que lês...


Sobre a perda de vitaminas, é um facto que se perde sempre qualquer coisa, mas precisamente por isso ainda bem que eu cozinho os alimentos a vapor em vez de cozer!

Steaming also results in a more nutritious food than boiling because fewer nutrients are destroyed or leached away into the water (which is usually discarded). in Wikipedia

Sobre a carne de borrego, o anónimo certamente não tem filhos, senão já saberia que é geralmente a carne recomendada por quase todos os pediatras para introduzir na alimentação dos bebés. E se calhar até é por causa do tipo de gordura?

Qual a importância da carne?
A importância da carne reside principalmente no seu conteúdo de proteínas, com alto valor biológico, ou seja, com grande valor nutricional, garantindo que a criança tem os aminoácidos essenciais para o seu crescimento. Para além disso, a carne é uma importante fonte de ferro e de vitamina B12, elementos muito importantes para todos os sistemas do organismo, como o sangue ou o sistema imunológico.
A carne contém uma grande quantidade de ferro, fácil de absorver, e são também bons reservatórios de zinco, um mineral a que se dá cada vez mais importância pois a sua carência provoca atrasos de crescimento, má cicatrização e diminuição das respostas do sistema imunitário.
A carne deve ser iniciada com o primeiro puré: em pequenas quantidades diárias (cerca de 20 gramas, ou seja, uma almôndega pequena), cozida e triturada com os legumes.
in O Grande Livro do Bebé

Eu realmente não tinha aqui deixado o plano de alimentação indicado pela pediatra, falha minha porque quero manter um registo da introdução dos alimentos. Confesso que fiquei um pouco surpreendida com o plano que a pediatra me deu:
Semana 1 - papa ao almoço (Nutriben Primeira Papa)
Semana 2 - sopa ao almoço com Batata, Cenoura, Cebola e um fio de azeite e papa ao jantar
Semana 3 - à sopa anterior junta-se o caldo de borrego (150gr de borrego para uma semana) e papa ao jantar
Semana 4 - junta-se à sopa a carne de borrego moída e papa ao jantar
Semana 5 - a seguir à sopa, sobremesa de maçã ou pêra e papa ao jantar

Pergunta minha: a sopa não tem verdes?
Resposta da pediatra: Não. Agora é assim.
Pergunta minha: e a sopa é sempre ao almoço?
Resposta da pediatra: Sim. É ao almoço que se introduzem as novidades.

Por qualquer razão a pediatra achou importante introduzir a carne antes dos verdes. Ela certamente percebe mais disto que eu, que como ela diz: Vê-se logo que é o primeiro filho!

-----------------------------------------------

Ontem já fui comprar o borrego para o bebé. Andava um bocado baralhada com isto porque apesar de até comermos borrego muitas vezes em casa, comemos quase sempre o peito ou as costeletas. Tudo com muito osso e ultra gordura.
Lá estive a partilhar as minhas preocupações com o senhor do talho (até porque não queria trazer para casa 1kg de quartos de borrego que era o que estava embalado) e ele lá me recomendou uma fatia da perna. Quase não tem osso e é muito menos gorduroso, só carninha da boa!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.