Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

O primeiro CTG

12.03.07 | Claudia Borralho
Ontem aqui a tontinha, não sabe bem como, mas desiquilibrou-se, tropeçou, escorregou, enfim caiu redonda no chão. Felizmente, e também sem saber como, dei a volta e em vez de cair de barriga, cai de rabo. Não houve sangue, nem perda de líquidos, nem dores e o puto parecia continuar a mexer-se, mas mesmo assim lá fomos nós a correr pró hospital para ver se estava tudo bem. Lá me inspeccionaram o colo do útero (está formado, era o que o médico dizia, considerando o desconforto eu diria que está fechadissimo). Ligaram-me de barriga para cima ao CTG e lá fiquei um bocado mais de meia hora. Tão desconfortável aquilo, estava a ver que nunca mais acabava. O que vai animando é o barulhinho dos cavalos de corrida que é o coração do Gabriel. O Gabriel também não gostou nada do CTG. Os primeiros minutos então era vê-lo a empurrar a sonda com toda a força que tinha. Fazia-me um alto enorme na barriga a empurrar a sonda, a sonda com isto ficava cheia de interferência e eu só me dava vontade de rir, o que provocava ainda mais interferência na sonda.
Enfim... com o CTG tudo bem, depois esperámos mais um bocadinho e fomos fazer uma eco. O médico para variar lá teve que se queixar que o nosso sacaninha não gostava nada dele ;) O importante é que estava tudo bem. Tudo bem com a placenta e tudo bem com o miúdo, que de acordo com o médico tem óptima vitalidade.
Hoje o tiago fica em casa a tomar conta de mim. A ver se a tonta não cai outra vez e para garantir que eu fico em repouso. Estamos em modo vigilância para ver se surge algum problema em função da queda.

6 comentários

Comentar post