Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

das coisas que acontecem quando já não estamos habituados a picar os dedos

11.07.13 | Claudia Borralho

Ontem à noite foi a primeira. Depois de umas quantas tentativas lá percebi como se abria o "picador" para mudar a agulha (diz-se lanceta mas para mim é agulha).
Depois colocar uma tirinha e picar o dedo. Punha sangue mas não acontecia nada. Tentar outra vez e mais outra e render-se às evidências de ir pesquisar pelas instruções na net. Afinal estava a pôr mal a tirinha... picar e tentar novamente Err5!!! Isto traduz-se em não haver sangue suficiente para o teste. Mudar o "picador" para a pica mais funda. Tirar mais outra tira nova e voltar a picar e depois picar mais uma vez e estar ali a espremer bem o dedo a ver se a gota já era suficiente.

De manhã em jejum tudo bem, depois do pequeno-almoço também. Picador no 7 em vez do 9. Agora já tive de picar 5 vezes até conseguir uma gota de tamanho suficiente e ainda gastei duas tiras que a primeira tentativa faltou-lhe um bocadinho assim e lá deu erro outra vez. E o raio do picador de volta ao máximo.

not happy

11.07.13 | Claudia Borralho

O meu valor das 2h da glicose está no limite, isso associado à diabetes gestacional anterior mandou-me directamente para a casa da dieta e 4 picas diárias nos dedos. :(

 

A dieta até não me importo, mas é super difícil fora de casa. Basicamente estando fora de casa é quase impossível seguir a dieta, tenho sempre de levar comigo lancheirinha com gelo e as coisas que posso comer. As picadinhas... enfim. tenho de andar sempre a olhar para o relógio para ver se são horas de comer ou de picar o dedo.

 

E a médica ainda queria que eu dormisse menos para não estar tantas horas de jejum :P esqueçam lá isso que dormir também é importante!

Fui finalmente às Barrigas!

08.07.13 | Claudia Borralho

Andava para ir desde a primeira edição, era o Gabriel pequenino. Mas ontem fomos finalmente e foi o dia TODO!! Todinho, para compensar os anos perdidos.

Pois que passeamos, a Oriana foi ao cabeleireiro fazer daquelas tranças agarradinhas à cabeça e cheia de brilhantes, tiramos fotos todas embonecadas, o Gabriel e o pai arranjaram cereais, experimentamos a Merenda Portuguesa e pães com chouriço, a mãe comprou dos seus soutiens de amamentação favoritos muito (mas mesmo MUITO) mais baratos, trouxemos revistas gratix, na pausa do calor fizemos umas compras mesmo ali ao lado no OeirasParque e fomos ao cinema ver o Monstros (aos anos que não via uma sala de cinema tão cheia!). Depois voltamos e ganhamos mais brindes, embalagens de Mytosil pro bebé da barriga, cremes para a mãe, babetes plastificados que vão dar jeito para o bebé levar para a escola, liquido lavante da Barral para o bebé, tiramos foto todos juntos, os miudos foram ver animais, andar de ponei e saltar nos insufláveis enquanto a mãe fazia massagem com uma fisioterapeuta, foram experimentar tocar violoncelo, saxofone e orgão, comemos bolas da praia, e gelados, encontramos amigos, mais uns brindes aqui e acolá e ainda fui pintar um bebé na barriga :)

Saimos de lá já era noite.