Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

450gr de gente

05.06.13 | Claudia Borralho

Chegámos a meio. Há cerca de 18 semanas descobri que estava grávida e faltam 18 semanas para chegares.



Fui espreitar-te no início da semana e aparentemente está tudo normal (é o que se repete vezes sem conta no relatório "aparentemente normal").
O médico riu-se quando lhe disse que não queremos saber o sexo, diz que a maior parte das pessoas entra ali e é a primeira coisa que querem saber.

Foi muito gira esta eco (apesar de não a poder gravar* e ter de te espreitar ora por cima ora por baixo do braço do médico). Mostraste-te calmo e envergonhado. Nunca tinha visto um bebé meu numa eco a fazer estas coisas tão "humanas" - escondeste a cara com as maozinhas :) Coisa tão fofa! Terá de ficar gravado na minha memória já que não ficou nenhum registo fotografico da coisa.

 

*gravação avariada :(

 

 

Não resisti a comparar os teus números com os da tua irmã (ela fez ecografia exactamente com o mesmo tempo) e é giro ver como os números são tão parecidos, uns maiores outros menores. És um bocadinho mais cabeçudo mas mais magrinho e com a perna ligeiramente mais curta.

 

Tive ainda outra novidade, parece que tenho o colo curto (33mm). Não sei se será mesmo uma novidade já que na ecografia da Oriana não encontrei esta medida. Por precaução a DrªMCS diz que não posso pegar nos manos mais velhos (e suponho que carregar com packs de leite também não deva... não sei como serão as próximas idas ao supermercado).

 

Tu continuas um bebé bastante calmo na barriga, sinto-te todos os dias mas nada com muita força nem grandes sessões de batucada. Ainda bem. É que ao contrário dos teus irmãos tu estás sentadinho e os pontapés são todos lá para baixo e não me dava jeito nenhum pontapés e murraças na minha bexiga.

 

A mãe vai andando. Não é fácil isto de ser sempre só eu contigo e os dois manos. A depressão voltou, mas depois de muitas peripécias stressantes já cá tenho medicação. O Cipralex está esgotado em Portugal e irei estrear-me num genérico, não é um dos com que a psiquiatra já trabalha mas ela disse que poderia ser qualquer um. A longa lista de possíveis efeitos em ti ao nasceres deixa-me os cabelos em pé, mas enfim de certeza que vai tudo correr pelo melhor.

 

E só para ajudar estou com uma constipação. Não é nada de grave, mas já estou farta de andar com vidros estrilhaçados na garganta. Isso e a combinação com a minha recém asma. Valham-me os SOS da pieira que ao menos esses trazem logo na bula serem seguros na gravidez.

 

Hoje para o jantar são douradinhos. Ando sempre às voltas a pensar o que hei-de inventar agora que seja rápido e os miudos comam sem reclamar e dei-me conta que já não fazemos douradinhos à imenso tempo :) (a Oriana não é grande apreciadora mas pelo menos a reclamação dela passa só por comer menos).

Pág. 2/2