Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

os nossos dias

19.03.10 | Claudia Borralho

O meu começa cerca das 4h, hora de mamada. A miúda fica sempre relativamente agitada a esta hora e parece-me sempre ultra acordada. Mas não admira, é a primeira mamada depois do seu longo período de soninho (mais sobre isso ao final do dia).

Depois de mamar adormece ao meu colo e é depois transferida para o berço.

 

7h Começa o período mais caótico do dia. O Gabriel acorda e levanta-se agora caso não o tenha já feito. Se tiver acordado antes fica com o pai até ele sair de casa por volta das 6h45. O Gabriel vem então para o pé de mim, traz livros, carros, brinquedos e faz uma barulheira descomunal. É também a altura que a Oriana acorda para mamar, e se ela não acordar, acordo-a eu que a mamada tem mesmo de ser a esta hora.

 

Segue-se então trocar fralda* e dar mama enquanto o Gabriel está aos pulos na minha cama a pedir atenção. A coisa gere-se o melhor que se pode. Já desisti de pedir que faça menos barulho enquanto a miúda come, assim sempre é mais fácil pedir-lhe um pouco de contenção nos décibeis nos 20 minutos que leva a adormecê-la.

Entre as 7h30 e as 8h transfiro a miúda para o berço e vou rezando para que não acorde.

Passamos à fase 2 - vestir o Gabriel. Muita birra, foge, corre, chama por mim para mudar de assunto, não colabora. Finalmente percebe que a mãe o deixa ali a berrar sozinho senão colaborar e lá resolve vestir-se.

 

Vamos então comer a papa e o pequeno-almoço enquanto vemos uns desenhos animados na 2. Aqui tudo pacífico. Deixo-o a ver desenhos e vou tomar banho e vestir-me.

O mais velho alterna entre vir ter comigo quando estou a terminar o banho e até já desligou a tv, e deixar-se em frente aos desenhos e depois não querer sair de casa. Felizmente tem ocorrido mais a primeira.

Pego na miúda adormecida, visto-lhe um casaquinho, enfio-a na sling e lá vamos nós pôr o Gabriel à escola.

 

Quando voltamos deito-a no berço e ainda se aguenta a dormir algum tempo (são 10h50 e ainda dorme :) xiiiuuuuu). É o meu momentinho do dia! Depois disto sou sua prisioneira, lol!

Depois entramos na onda do ora mama, ora não quer dormir, ora meto-a no sling e tenho de andar de um lado para o outro. Tento sentar-me, ela acorda, volto a andar de um lado para o outro. Às vezes lá adormece mais profundamente e até posso sentar-me um bocadinho frente ao computador, outras vezes tento deitá-la e acorda passado 10 minutos. Quando dou por isso já quer mamar outra vez e o esquema recomeça.

Ás vezes vamos dar passeios ou às compras, e ela ora berra o tempo todo, ora adormece para berrar quando regressamos.

 

Lá prás 19h30/20h entramos na recta final. Por esta altura já o pai foi buscar o Gabriel à escola e encarrega-se dele e tenta fazer o jantar. Às vezes o jantar já está feito porque consegui encaminhá-lo nalgum mini período de calmia.

Damos banho à miúda, que ela adora. Mas adora mesmo! Pode estar a berrar incontrolavelmente que pômo-la no banho e fica logo toda zen e tranquila. A seguir mamoca com ela e depois tentar que durma. É a fase do dia que mais berra. Aquele berreiro que às vezes chamam cólicas do final do dia :) Não há muito a fazer há que deixá-la gritar e ir confortando o melhor possível, mas sem estimular.

Lá pras 22h/23h costuma estar a dormir e é transferida para o berço e a mãe pode finalmente deitar-se e dormir. Já faz este intervalo bem grande e recomeça tudo lá pelas 3h30/4h.

 

 

*a troca de fralda hoje foi no mínimo "divertida". Troquei uma fralda e assim que estava a terminar ela cagou-se. Menos mal, troca-se outra vez. Estou a terminar de lhe limpar o rabiosque e quando dou por isso está o resguardo todo cagado. Damn! Dobrar o resguardo, limpar o melhor possível, e pumba! mais cagado e mijado agora no trocador! Novamente limpar o melhor possível e pôr nova fralda, tentar vesti-la. Body afinal ficou todo mijado... despi-la, ir a correr buscar outro body e vesti-la de novo.

E tudo isto com o mano grande aos pulos em cima da cama e a querer que lhe lê-se um livro...

 

 

ps. pelo meio deste post houve obviamente pausa para fralda e mama e namorico e sorrisos e berreiro para dormir. São agora 12h33 e está dormindo no sling.

 

ps2. e já vos disse que esta miúda não gosta de chucha? é que não gosta mesmo! Dava tanto jeito às vezes... mas vou-me lembrando do chato que é mais tarde ter de acordar de noite para procurar uma chucha e enfiá-la na boca.

...

18.03.10 | Claudia Borralho

Um dia sozinha com um bebé pequenino e parece que passou uma semana. Não temos tempo para nada e andamos cada segundinho ocupadas.

 

Na segunda descobri que estava com uma mastite. Já devia até ter febre há uns dias mas nem dei conta (o puto mais velho teve febre no sábado e domingo detectada pelo pai e comprovada pelo termómetro e eu achava que ele não tinha febre nenhuma).

 

Várias idas à urgência na segunda, mas o que finalmente me pôs no caminho da recuperação foi a consulta de revisão de parto que estava marcada para terça. O antibiótico era pouco e passou logo a intervalos mais curtos e substituiu-se o anti-inflamatório por um que efectivamente funciona, que é realmente analgésico e sem efeitos secundários.

 

Isto porque depois da minha primeira ida às urgências fiquei pior da tentativa de cura que da mastite. O mamilo ficou de tal forma trucidado pela bomba tira-leite que dar de mamar pôs-me a contorcer de dores equivalentes às da cólica renal, estava capaz de secar o leite naquele segundo. A febre começou a escalar de forma imparável, chegou aos 39,3º e não descia com o benuron. Passei o dia e a noite a tremer de frio, com os lábios roxos, kilos de roupa e sentada ao lado do aquecimento. E para terminar o ramalhete, náuseas e vómitos.

Não sei o que seria de mim se não fosse aquela consulta já marcada.

 

Agora já estou sem febre e lá vou massajando e massajando e massajando mais um bocadinho, a ver se a miúda me consegue sugar isto tudo.

um mês

11.03.10 | Claudia Borralho

Oriana mama tudo, tudo, tudo

Oriana mama tudo muito bem

 

Nasceu com 3100gr, com um dia estava com 2860gr, saiu da maternidade com 2910gr, com 7 dias tinha 3040gr. Ontem, com um mês, a balança marcava os 3840gr. A minha gordita :) E o belo aumento de peso sempre compensa as dores nas mamocas. E cresceu 3 centimetros! Tem agora 51cm.

Acho-a uma bebé muito zen, verdadeiramente come e dorme, mais chatinha de dia que de noite, berra muito, muitissimo, quando não consegue adormecer. Volta e meia lembra-se de espremer o intestino todo enquanto mama, fica logo o caldo entornado, quanto mais fralda se muda, mais acordada fica e depois berra porque não consegue adormecer. Dahhh! Ainda por cima é gajinha asseada e se a fralda estiver suja também não consegue dormir.

Não é fan de dormir de barriga para cima, como fazia o mano. Ela dorme sempre enroladinha para o lado e gosta mais de dormir para a direita. E claro, gosta de sling e colinho de mãe :D

Felizmente não se incomoda tanto com mudanças como o irmão, hoje por exemplo passou da cama para o sling, do sling para o ovo, do ovo para o sling, do sling para o ovo, do ovo para o sling e do sling de volta para a cama e manteve-se sempre a dormir. Vida de mana mais nova é difícil... tem de se levantar para levar o mano mais velho à escola.

No primeiro mês já teve direito a rabo mega hiper assado, que me deixou um bocadinho às aranhas... nunca esperei ver aquele rabinho assado que a limpo só com água, mas com cicalfate e fucithalmic a coisa lá foi ao sítio. E também já teve direito a ramelite (aka conjuntivite) que está num vai e volta, ora melhora ora piora.

Gosta muito de banho, mas detesta o frio que vem a seguir, o giro é que nem sempre chora de frio, treme-lhe o lábio :)

Já na maternidade começamos a ver sorrisinhos da miúda, entretanto já começou a fazer aqueles "ahhhh" para chamar e mais uns sorrisos para o pai. Eu contento-me com os sorrisos da mama que acho o máximo.

Pág. 2/2