Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

tá quase

03.01.07 | Claudia Borralho
Não sei se é da barriga grande ou se é uma daquelas coisas que as pessoas dizem sem pensar, mas agora parece estar na moda dizerem-me que está quase.

Ainda / Já só faltam 3 meses e meio ou até 4 meses quem sabe. Quando acordo de manhã, é só sorrisos e maravilhas. Sinto-me linda e resplandecente, cheia de energia. Depois passam umas horas (pode ser uma, podem ser cinco ou até podem ser 8) e chegam as dores.

E depois vão aumentando de intensidade... agora digam lá a uma pessoa cheia de dores que tá quase. Já passa... A mãe dá um beijinho. Sim, pois.

O tiago vê-me cheia de dores e sente-se impotente com a situação.
T. mas não há nada que se possa fazer?
C. hummm há.
T. :)
C. o parto!
T. :|

O que vale é que ainda consigo ir gozando com a situação :) mas não está quase... ainda faltam pelo menos uns 3 meses!

há primeiras vezes para tudo

03.01.07 | Claudia Borralho
Na passagem de ano comemos leitão com batatas fritas e caldo verde. Havia ainda brownies e groselha para adoçar a boca.
Cantamos no singstar até eu ficar rouca e depois jogamos buzz até eu não aguentar de dores e sono.
Fui para a caminha deviam ser umas 23h.
O tiago ainda me tentou acordar à meia-noite. Conta ele que eu disse bom ano uns minutos antes da meia-noite e adormeci logo de seguida.

Pág. 9/9