Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

...

11.09.06 | Claudia Borralho
Começa a circular por aí o boato de que possam vir dois em vez de um. O tiago acha que a barriga está bem grande e ainda por cima em conversa com uma colega dele compara na perfeição os meus sintomas com os da colega mãe de gémeos.
A barriga não está assim tão grande. A barriga fica gigantérrima depois de almoçar, mas a isso junta-se o belo do estômago inchado com a bela da hiper retenção de líquidos e gases qb.
Eu adorava ter gémeos e até já sonhei no outro dia que fazia a ecografia e estavam lá dois, um direitinho e o outro atravessado por cima, mas não acredito mesmo nada que aí venham dois. É um, e aposto que vai ser um(a) reguila de primeira.

aviso à navegação: post de caca

11.09.06 | Claudia Borralho
Agora começam as digestões muito muito lentas. E com elas vêm os arrotos constantes e a azia. Cada vez mais tenho de me controlar para comer poucochinho, muito poucochinho de cada vez. Às vezes a pastilha elástica parece ajudar.
Por causa disto cagar tornou-se prioridade máxima. O que antes era uma coisa normal e garantida, agora tem que se estar de olho nela para perceber se já fiz a digestão, ou não.
A sério... a digestão é tão, mas tão lenta que muitas vezes não consigo jantar porque ainda estou cheissima do almoço (e com dores na barriga e aziaaaaa). Dou-me por feliz quando no dia seguinte lá consigo cagar aquilo tudo e o processo recomeça de novo!

Mas olha bebé, isto ao menos é bom para ti, já que dizem os livros, a digestão lenta favorece a absorção de nutrientes.

os desejos

07.09.06 | Claudia Borralho
Sempre achei que os desejos de gravidez eram uma grande treta. Não são mais nem menos exactamente os mesmos desejos que se tem não grávido (lembro-me por exemplo do episódio do ovo estrelado, e que bem que me soube quando finalmente o comi)!
Hoje estou com uma vontade louca de batatas fritas com molho shoarma. Até enviei um sms à isa para me trazer uma coisa dessas ao almoço.
Alas, a rapariga tinha deixado o telele na secretária, mas como trazia batatas fritas eu alambazei-me logo a elas.
Souberam-me pela vida, mas faltou-me o molho shoarma.
Agora são horas do lanche e adivinhem lá o que me apetece? Ah pois, batatas fritas com molho shoarma!

Adenda: comi-as e souberam-me maravilhosamente! É que até fui lá com o dedo buscar as últimas pinguinhas do copo e lambi-me toda. Fiquei ultra bem disposta!