Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

smileys, emoticons, etc

30.08.04 | Claudia Borralho

Quem é que não conhece os smileys? O que vocês não sabem é que para os teenagers poderem utilizar estas imagenzinhas nas mensagens que enviam uns aos outros elas têm que ter legenda, porque senão os coitadinhos dos teenagers não percebem as imagens. Duhhhh xiça penico! Primeiro foi logo de manhã querer que eu espalha-se palavras a cor de laranja pelo meio dos textos azuis e agora vem-me com esta cena das legendas nos smileys? E depois eu é que sou do contra... haja paciência!!!

chá de menta

29.08.04 | Claudia Borralho

água a ferver
um saquinho de chá verde
três tronquinhos de menta acabada de cortar
três colheres de mel
três colheres de açucar amarelo
deixar repousar uns 15/20 minutos
beber acompanhado de um bom livro ou de um bom amigo

and it's not too sweet... it's just perfect!

the little things

29.08.04 | Claudia Borralho
Uma concha apanhada na praia, uma pedrinha, uma folha do outono, flores silvestres, levar uma cadeira confortável para a varanda, sentar-me com os pés em cima de uma almofada e ler um bom livro e beber chá de menta. Tomar um banho de espuma, vestir roupa nova e sentir-me bonita, ver um bom filme ou simplesmente um filme divertido, pintar um quadro e gostar do resultado. Cozinhar uma receita nova, um telefonema ou SMS de quem já não falamos há muito tempo, ir andar de bicicleta ou de patins e sentir o vento e a velocidade, montar a cavalo e sentir-me como se fosse um centauro, sentir-me a voar. Ver a lua cheia, indentificar constelações de estrelas, um abraço amigo, roupa com cheiro a lavado, cheiro da canja na panela e dos brownies no forno, fazer biscoitos. Ir buscar fotografias novas e vê-las pela primeira vez, o primeiro beijo, o primeiro toque, uma surpresa, balões de muitas cores. Um edredão fofinho e uma almofada de penas, cabelos ruivos e olhos verdes, sal no corpo e pés com areia, velas acesas e óleo no queimador. O riso e o choro da criança do lado, sardas, sotaques engraçados, alguém a falar italiano ou com sotaque escocês, uma música que adoramos a passar no rádio, cantar e ninguém reclamar. Uma semente a crescer na terra, comer do que semeamos, saber que aquela flor ou aquela árvore foi semeada ou plantada por nós. Ver uma barriga de grávida grande e redonda, ouvir uma criança de dois anos dizer o nosso nome, cheiro de coppertone e o creme depois do banho... these are the little things.