Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

A amiga

06.01.04 | Claudia Borralho
Eu e a Sandra eramos inseparáveis. Sentavamo-nos sempre na mesma carteira, lá bem ao fundo na aula para fazermos, escrevermos e falarmos sobre o que quisessemos enquanto a aula decorria. Gostavamos das mesmas coisas e pensavamos de forma semelhante... não em tudo como é óbvio! Por exemplo, gostavamos sempre de rapazes diferentes o que, quando se trata de melhores amigas, dá imenso jeito concerteza :) Não sei onde pára a Sandra agora, já lá vão quase 9 anos desde a última vez que falei com ela. Moravamos longe uma da outra e fomos para cursos diferentes em universidades diferentes. Tenho pensado muito na Sandra ultimamente, falta-me aquela amiga do liceu, tão próxima que nos completa a alma, tão próxima que é um amor como só acontece no liceu. Ontem sonhei com a Sandra, um sonho tão vivo que acordei a meio da noite e não conseguia voltar a adormecer porque não parava de pensar nela. A Sandra adorava escrever e construia histórias fantásticas, eu gostava muito que ela se tivesse tornado escritora... será que a Sandra se casou? será que tem filhos? será que também ela pensa em mim de vez em quando? No outro dia descobri uns cartões de visita que eu e a Sandra fizemos, o meu dizia VIP (não somos todos Very Important Persons?), mas mais importante no da Sandra estava o telefone e a morada dela. Acho que lhe vou ligar... Por acaso não vive ou viveu aí uma rapariga chamada Sandra Ribeiro?

1 comentário

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.