Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

a vidinha como ela é

(e uma mãe que mete a mão em tudo) por Claudia Borralho

Xures - a prainha

29.07.04 | Claudia Borralho
Acordamos na sexta feira com o calor do sol a bater na tenda. Depois de tanto escolhermos o local ideal para a tenda, acabamos por escolher exactamente o local onde o sol batia logo de manhã e que tinha mais sol durante o dia! Um senhor do parque que andava recolher folhas meteu logo conversa connosco. Não vos acordei pois não? Ah vocês são portugueses! O meu pai era português. Ainda lá tenho família em Portugal. São da Charneca da Caparica. Conhecem? E olhem... se forem por essa estradinha que está aí vão ter a uma prainha muito boa. Virem onde está a estrada barrada. Vão com o carro mesmo até à beira da água. Muito boa! Nós achamos a explicação do caminho um bocado estranha... viramos para uma estrada barrada? se está barrada como passamos? Mesmo assim seguimos pela estradinha e lá encontramos uma placa com uma estradita a descer para o rio que dizia "Via Cortada". Fomos descendo e foi aí que percebemos. Esta estradita continuava por baixo do rio... tinha sido uma estradita que fora inundada pelo rio quando fizeram a barragem. Primeiro ficamos um bocado embasbacados sem perceber afinal onde estava a prainha... Concerteza não seria ficar ali no alcatrão! Mas depois lá descobrimos na margem um local perfeito. E toca a entrar na banhoca!

2 comentários

Comentar post