Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claudia Borralho

A VIDINHA COMO ELA É (e uma mãe que mete a mão em tudo)

Claudia Borralho

A VIDINHA COMO ELA É (e uma mãe que mete a mão em tudo)

doentinha

Tenho a minha bebeca doentinha. Doentinha como nunca tive filho nenhum. Quietinha, quietinha*.

Vomitou à saída da escola, ainda antes de entrar no carro. Dizem-me que andaram os bebés todos a vomitar e com diarreia todo o dia. Que uns 4 tinham sido recambiados para casa.

Em casa dei-lhe a custo metade da sopa e vomitou-a toda. Fui espreitar o livro do bebé e vi que tinha uma receita para um soro de re-hidratação caseiro: um litro de água, colher de chá de sal e colher de sobremesa bem cheia de açucar**. Bebia um gole e vomitava. Passado um bocado experimentei dar-lhe só água. Bebeu um golito, mas daí por uns vinte minutos estava a vomitar outra vez. Vomitou 5 vezes em 2h30m. Not good.

Optei por deixá-la dormir, logo via como corria a noite e se conseguia aguentar alguma coisa no estômago depois de umas boas horas de descanso.

Estava a ver que ia ter de levá-la ao hospital para ficar a soro.

Só acordou hoje às 7h. Sôfrega de sede e fome. Deixei-a beber 20ml de água. Conseguiu acalmar com a chucha e voltou a dormir. 8h30 outra vez acordada e ainda desesperada de sede e fome. Deixei-a beber 30ml do soro (agora com extra açucar). Para a distrair da sede e da fome fui trocar-lhe a fralda e a roupa, que ainda eram as mesmas com que saiu da escola ontem. Depois deixei-a beber 100ml de soro. Sentei-a na cadeira enquanto tomava o pequeno-almoço e voltou a adormecer. Para já continua a dormir.

 

 

*esta é a parte boa, apesar da dorzinha no coração de mãe é tão fácil ter um filho doente quando fica quietinho, colinho e a dormir. As pestes lá de casa geralmente doentes ou não andam sempre aos pulos, urros, gritos e não querem colo, na pediatra chegaram a perguntar-me se tinha a certeza que ela estava doente, estava ela com uma otite e 39º de febre...

 

** "a spoonful of sugar helps the medicine go down - Mary Poppins" o soro como vem na receita fica com um travo salgado e muito pouco doce, adicionem mais açucar, fica mais calórico e é mais fácil e agradável de beber

4k

Hoje fiz 4 quilometros.

Tinha pensado que podia correr os primeiros 2 km e depois corria e andava os outros dois. Ou mesmo que só andasse os outros 2km já era um óptimo exercício.

Quando atingi o primeiro km começou a chover. É tão bom correr à chuva. Quando é que foi a última vez que sentiram a chuva na cara e aproveitaram o momento sabendo que não fazia mal molharem-se? É óptimo!

Entretanto cheguei ao km 2 e sentia-me bem, continuei. Corri, corri, corri. Só quando estava quase a completar o terceiro km é que comecei a sentir necessidade de parar um pouco. Aguentei até ao km 3 e caminhei um bocado. Corri e andei. Reparo que estou a chegar à marca dos últimos 500 metros. Bora lá correr o resto. E lá fui eu.

Correr é óptimo, é mesmo bom. E se ainda não foram experimentar têm de ir. Eu gostava de ir todos os dias, ou dia sim dia não. Mas a preguiça e a vida apoderam-se de mim e lá vou conseguindo no mínimo uma vez por semana. Mas correr é muito bom. Nem estou a falar da ajuda visível que dá a fazer desaparecer o volume da barriga, impressionante é a rapidez com que o corpo se torna mais rápido e mais resistente.

As primeiras vezes que tentei correr estava sempre a parar e ia o caminho todo a hiper ventilar. Mesmo quando consegui correr os 2km seguidinhos, as pessoas passavam por mim e assustavam-se porque eu tinha de respirar fundo e sofregamente. E hoje não, até eu me espantei com isso, cheguei aos 2km sempre a respirar normalmente, fundo mas normal. E isso é simplesmente espantoso.

 

Foi a Sofia que me fez correr. Li isto e depois li isto e decidi que também eu ia tentar correr.

Depois ela também se pôs a correr. E estes ex-gordos são uma inspiração diária.

 

Viram o episódio do Biggest Loser em que os gordos já não gordos (e um ainda gordissimo apesar de já ter perdido uns 60Kg) correm a maratona? A maratona! 42km!!!! Das coisas mais inspiradoras que já alguma vez vi!

tarefas

Aos dezoito meses um bebé pode e deve ajudar a arrumar os brinquedos.
Aos dois anos pode comer sozinho. Sim, suja tudo. E depois?
Aos três pode dobrar o pijama ou ajudar a pôr a mesa (tarefa que passará a demorar o dobro do tempo mas ninguém disse que ter filhos rentabilizava as horas, pois não?)
Aos quatro pode fazer a cama, vestir-se, arrumar a roupa nas gavetas (fica tudo trocado).
Aos cinco toma banho sozinho
Aos seis consegue orientar-se sem ajuda nos balneários da piscina, ajuda a arrumar a cozinha e não passará fome se comer todos os dias na cantina da escola. Pode tomar conta do irmão mais novo, fazer recados, enfim, um novo mundo se abre a partir dos seis. Aprendem a ler, o que facilita muitíssimo – podem contar histórias aos irmãos/amigos/primos, gerir jogos, etc.
O excerto veio da Mãe Galinha, e serve para não me esquecer de distribuir tarefas lá em casa (embora só o arrumar brinquedos já seja uma luta diária).

Pág. 1/3

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2003
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D