Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claudia Borralho

A VIDINHA COMO ELA É (e uma mãe que mete a mão em tudo)

Claudia Borralho

A VIDINHA COMO ELA É (e uma mãe que mete a mão em tudo)

a aguinha :)

Em bebé sempre adorei a água. Não água para beber, mas estar dentro dela :)
Uma vez no alentejo, em casa dos meus avós a minha mãe estava no quintal a lavar roupa num daqueles alguidares bem grandes, e eu andava sempre de volta. Depois a minha mãe precisou ir buscar qualquer coisa e pediu ao meu avô que tomasse conta de mim. Ele virou os olhos por um segundo para outro lado e eu enfiei-me para dentro do alguidar, sapatos e tudo :D
Outra vez no algarve, iamos a passar junto à piscina, e eu desatei a correr e atirei-me lá para dentro... um "camone" que lá estava devolveu-me à minha mãe hehe. Bem que ela conta que passava os dias a correr atrás de mim!

sinceramente... não me apetece trabalhar

A partir de sábado vou novamente de férias. Mais duas semanas. A verdade é que não sinto aquela necessidade de férias que tinha antes (afinal ainda há cerca de um mês estava a partir para a Rep. Dominicana), mas exactamente por só ter trabalhado 3 semanas não cheguei a entrar realmente no ritmo de trabalho. Como tal, estou desejosa que cheguem as 17h de amanhã.
Por aqui os dias arrastam-se... vão-se fazendo algumas coisinhas mas no geral acabo por nunca me embrenhar em projecto nenhum (os stress's não são muitos e não convém iniciar algo por mim correndo o risco de ficar duas semanas de molho ou outra pessoa ter que pegar a meio). E começo a estar bem fartinha de não fazer nada...
As férias, essas tenho a certeza que vão ser óptimas. Começamos por uma semana no Picadeiro Encantado. Vou matar as saudades dos cavalinhos e aproveitar para avançar com algumas encomendas e projectos para o natal, e claro, namorar muito. A televisão vai estar proibida, mas levamos resmas de dvd's para ver no portátil ;)
Depois seguimos para uma semana em Pendilhe, mais um estágio de snooker :)
Voltamos para a Feira Sorrir, sábado dia 15, nos Jardins de Belém, entre as 10h e as 18h. A Carine e a Sandra também vão lá estar.
Finalmente, já no dia 1 de Outubro começam as aulas de natação na piscina de Alcochete. Veremos se dá para lá ir algum dia :)

(nos entretantos, pode ser que quando voltemos de férias já tenhamos um contrato promessa compra e venda na futura casa)

mãe em casa

Confesso que cada vez mais tenho a ideia de vir a ser uma "stay at home mum". As vantagens para as crianças são inúmeras. Poderia preparar-lhes todas as refeições, estar mais tempo com eles, ir buscá-los à escola, fazer actividades extra, dedicar-me aos meus hobbies e até poderia ter um trabalho part-time para uns trocos extra.
O inverso significa estar muito pouco tempo com os filhos, chegar a casa cansada e sem paciência, tudo para um mísero ordenado que provavelmente servirá na íntegra para pagar os infantários e as escolas que entretêm os filhos enquanto estamos a trabalhar para pagar o dito infantário... enfim, uma verdadeira bola de neve.
É óbvio que no caso de só um filho, realmente ainda sobra algum dinheiro para ajudar à economia familiar (continuamos é com o chegar tarde e cansados), mas com dois ou mais já acabaria a gastar mais com os infantários e atls do que o que ganharia.
Mas e depois quando os filhos crescem? Será possível um regresso à "vida activa"?

Mensalidade média

Sendo impossível estimar um valor médio dadas as diferentes premissas, poderemos considerar que, para que o seu filho frequente um infantário razoável numa das principais cidades ou na sua periferia, terá de suportar um valor que pode oscilar entre 260 e 400 euros.


http://bebe.sapo.pt/Xz655/528877%20.html



PS. A minha mãe nunca ficou em casa, aliás até sempre trabalhou em dois sítios diferentes para poder pagar entre outras coisas a mensalidade do colégio onde eu andava. Se por um lado não me lembro de ter sentido a sua falta, a verdade é que também nunca me senti muito próxima dela, existindo um grande afastamento entre nós, particularmente durante todos aqueles anos "teenager".

Pág. 1/10

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2003
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D